segunda-feira, 4 de abril de 2011

Quanto vale uma vida?

Minha mente rejeita qualquer mesquinharia, se tratando de enfermos, minha mente morre! Semana passada tive o conhecimento de que na UTI do Hospital Salvador, administrada pela empresa Intensicare, há 4 meses não pagavam seus funcionarios....medicos, enfermeiros,tecnicos, serviço de limpesa e pouco a pouco foram abandonando os plantões, abandonando o barco. Barco esse, cheio de doentes, clientes de convenios, que suam para pagar todo mes, usam pouco e quando precisam, ficam a beira do sepultamento. Nesse caus de fucionarios, a empresa Intensicare parou uma transportadora na porta e retirou aparelhos da UTI em uso, pois havia pacientes no setor. Em?????? nesse momento da fofoca, entrei em choque, quase morri, ou morri? Sepultei o mais profundo desejo de que podemos mudar...grande variedade de posturas éticas que atribuem a maior importância à dignidade, aspirações e capacidades humanas.
Sepultarei toda a saudade que sinto pelo humanismo, no mais profundo esquecimento e, no lamento de cada dia que perdi a esperança, a fé.Não houve flores, isso eu concordo, mas também não houve sepultamento e se algum dia desses eu precisar de uma UTI, me deixem morrer em casa, será mais digno e terei flores!

Nenhum comentário:

Postar um comentário