quinta-feira, 7 de abril de 2011

Carta

CARTA DO MATADOR DO RIO DE JANEIRO


....se possível quero ser sepultado ao lado da sepultura onde minha mãe dorme, minha mãe se chama dilcêa menezes de oliveira que está sepultada no cemitério de murundu, preciso da visita de um fiel seguidor de deus em minha sepultura pelo menos uma vez, preciso que ele ore diante da minha sepulutura pedindo perdão de deus pelo que eu fiz rogando minha vida jesus me desperte do sono da morte para a vida eterna", diz o 1° trecho

O que levaria um rapaz,novo,cheio de vida, a praticar tal desatino? Em que parte da esperança ele perdeu? A esperança tem partes, aquela que você não vê e a parte que mostram a você!Quantos labirintos esse rapaz precisou percorrer dentro do seu coração, para esbarrar na contra mão e ficar sem saída? Lamentável, que os próximos da vida dele não perceberam o necessidade que ele vivia.

O Ser humano precisa ser mais humano, perceber com o coração, seu amigo, vizinho, filhos e pais se  estão escondendo na alma, o coração partido. Precisamos perguntar com amor se podemos ajudar, e estender a mão como um desbloqueador de atos impuros e tentadores, que explode na mente dos perdidos, que pode estar ao seu lado!


Nenhum comentário:

Postar um comentário