quarta-feira, 13 de abril de 2011

Desconhecida Esteira

Será que as pessoas reconhecem que comercio é lidar com desconhecidos?
O ato de repetidas vezes ir ao mesmo lugar comprar, acaba gerando um relacionamento de amizade, ficam conhecidos. 
O vendedor e o cliente, o laço pode vir a ser de intimidade. E isso leva ao retorno, por ter bom atendimento. Retorno de boas vendas. 
Adotei uma estratégica: saber o nome do vendedor, secretario ou garçon. E inicio um sorriso simpático, que vem do coração, nada falso. E tenho percebido não funcionar. 
Outro dia entrei em uma loja no Shop. Salvador, Polishop, e pedimos para um vendedor de má vontade, encostado na parede, a demonstração de uma esteira vibratoria. Quase enfartei!! A maquina estava desligada, o rapaz tentou abrir o compartimento no chão, onde ficava o plug de força, com a tomada do aparelho. Os pinos foram entortando, esbugalhando, um para cada lado ao contrario, que jamais irá plugar em uma tomada novamente. Pedi a ele que parasse, que  estragou, e não precisava  ligar nada...!!!!Enfartaste!!!!
Fui em busca de um gerente, Ausente! Lamentável!!!
Investir mais em seus vendedores é a chave de um ótimo negócio.
Os próprios consumidores não deixam valer os direitos que possuem como, por exemplo, reclamar do atendimento precário, do desgaste em que muitas vezes o cliente é obrigado a passar. Ouve-se muito o "deixa pra lá", o "não vai adiantar nada mesmo", pois existe o receio de lhe ser atribuído algum tipo de chacota ou algo do gênero.
Não comigo, vou buscar o bom atendimento sempre e atitudes para melhorias devem ser tomadas!
Será que a "Esteira" é muito eficiente?

Nenhum comentário:

Postar um comentário