segunda-feira, 4 de junho de 2012

Viver no Mundo

                  Se pararmos para pensar não é nada fácil viver.Tento lembrar algo que me chateou na infância, e não lembro.Pode ter tido uma ou outra situação, na adolescência e não lembro,mas lembro bem de quando resolvi ter autonomia e buscar independência.Hoje tenho saudades dos meus 15,16,18 anos...não por saber que a velhice está chegando,por saber que fiquei medrosa,perdi a energia do novo, da busca, da acreditação.As noticias da politica não importavam, de meio ambiente muito menos, assistia a todos os jogos de Voleibol e Basquete, e tinha uma parâmetro independente de como seria minha vida!São tantas as modificações físicas e emocionais dessa fase, que vários assuntos merecem atenção e orientação.No ir e vir de cada sensação, de cada emoção, perda ou ganho vamos nos transformando e buscando cada vez mais o eu.Nesse mundo de interferências, econômicas, sociais e culturais a que estamos observando, sem agir, por hora me deixa cabisbaixa sem ter visão satisfatória. Para ter a palavra esperança no peito e sair rasgando os velcros da hipocrisia, já que minha idade permite, manipulo a mente num vicio repetidor...amanhã será um novo dia!É como um luto por perdas diárias e troféus por ganhos mensal.Não é nada fácil viver nesse mundo!Não é nada fácil lutar pra que esse mundo seja caridoso, sociável, generoso com seus moradores!Não é fácil ler certas noticias no jornal e difícil é ter uma para aplaudir.

Tribuna hoje:

"Pagar um benefício diretamente à população nos dá a certeza de que o dinheiro está chegando exatamente no bolso de quem precisa", disse a presidente, acrescentando que mais de um milhão de famílias extremamente pobres que vivem no Nordeste, com filhos de zero a seis anos, também começarão a receber, a partir deste mês, o benefício da ação Brasil Carinhoso. Por meio deste programa, será garantida renda de, no mínimo, R$ 70,00 por pessoa dessas famílias.

Não é nada fácil!!!







Nenhum comentário:

Postar um comentário