segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Bancos e cartórios...que estado é esse?

Fruto de uma mentalidade arcaica e oportunista, já repudiada pela grande maioria dos soteropolitanos, conscientes da necessidade de uma regulamentação transparente que lhes dê confiabilidade e da imprescindibilidade e de enormes filas sem resultado imediato no seu pedido. Seja ele qual for, casamento, procuração, registros de documentos então, leva 15 dias aqui em Salvador. Numa realidade ofensiva, negativa e que nos leva a desconfiar de corrupção! 
Na precisão de passar uma procuração, a propina paga chega a R$300,00 pelo despachante, com promessa de ser entregue no dia seguinte.
Somos alvos de ultrajantes ataques, contra nosso esforço, subestimando nossa inteligencia com modelos de serviço jurássico e a fonte de toda indesejável burocracia.
Foi o que aconteceu comigo, ao precisar de uma procuração de plenos poderes e o único cartório, na cidade baixa, pediu 15 dias para entregar-me...Se preciso de uma só pode ser imediata! 
Apelei ao despachante que se colocou solicito, cheio de graça...Pediu R$ 280,00 para entregar no dia seguinte.
Dei risada, para depois processar o absurdo que escutei, já respondi nervosa, que meu dinheiro, fruto do meu suor, não estava disponível para propinas!
Então li a seguinte noticia:

O governador Jaques Wagner decidiu sancionar sem a menor ressalva o projeto de privatização dos cartórios, aprovado por unanimidade pela Assembleia Legislativa da Bahia. Embora pressionado pela presidente do Tribunal de Justiça (TJ-BA), desembargadora Telma Britto, e após estudos encomendados pelo governo, ele chegou à conclusão de que a aprovação foi realizada de forma consciente e correta, daí porque abandonou qualquer possibilidade de veto e resolveu sancionar a privatização total dos 1.549 cartórios baianos.9/09/2011.

E continua!

O fato coloca, definitivamente, um ponto final em uma situação que perturbava os baianos por não encontrar facilidades, pelo contrário muitas dificuldades, no uso dos cartórios. Além do mais, com a privatização, vai acabar a corrupção como está a acontecer, com aquilo que os advogados baianos chamam de CPF, ou seja, Custas por Fora, para agilizar o registro e processos através dos cartórios extrajudiciais.
Caraca, até advogados estão nessa enrolada??
Quando o Brasileiro será honesto?
Quando as pessoas vão parar de pagar para obter seus serviços que já embutiram nos impostos?
Quando o povo vai cobrar seus direitos e ensinar aos donos de cartórios, supermercados, escolas, convênios, e tantos outros serviços que dependem de nós?

Entrei no site de voos, achei uma passagem de R$170,00 ida e volta para BH, fui ao cartório fazer a procuração,voltei em 3 dias e ainda matei a saudade da minha família! 
Gastei mais alguma coisa, gastei sim, mas peguei a procuração na hora!

Lamentável ter que viver driblando aproveitadores, sugadores da necessidade jurídica!
Lamentável!!








Nenhum comentário:

Postar um comentário